terça-feira, 8 de dezembro de 2015

Apresentação do livro 'Rossas e a Ordem de Malta', de António Brandão de Pinho

Os dois livros publicados pelo autor no corrente ano


 
Aspecto da assistência, com o autor no uso da palavra


Mesa da Apresentação
 
Prof. Mário de Pinho Brandão, autor do prefácio e representante do Conselho da Fábrica da Igreja de Rossas, no uso da palavra.
 
José Paulo Oliveira, Presidente da Junta de Freguesia de Rossas, no uso da palavra.
 
S.E. o Senhor Conde de Albuquerque, Presidente do Conselho da Assembleia dos Cavaleiros Portugueses da Ordem Soberana e Militar de Malta, no uso da palavra.
 
S.E. o Senhor Embaixador da Ordem de Malta em Portugal, Dr. Miguel de Polignac de Barros, no uso da palavra
 

Sessão de autógrafos

Com o Doutor Ilídio Paulo Leão, entre outros amigos do autor

S.E. o Senhor Conde de Albuquerque à conversa com o Senhor Prof. Doutor Elísio Brandão, Presidente da Assembleia Municipal de Arouca



Perspectiva do almoço integrado pelos convidados, membros da Junta e Assembleia de Freguesia e do Conselho da Fábrica da Igreja de Rossas.



S.E. o Senhor Embaixador da Ordem de Malta em Portugal, aproveitou a presença em Rossas para visitar a Igreja e túmulo da Rainha Santa Mafalda, no Mosteiro de Arouca
 . 

No passado dia 6 de Dezembro, na Igreja Paroquial de Rossas, antiga comenda da Ordem de Malta, teve lugar a apresentação do último trabalho de António Brandão de Pinho, natural daquela freguesia e presidente da Mesa da Assembleia Geral da Associação de Defesa do Património Arouquense, que editou este livro e esteve representada pelo Senhor Eng.º Alberto Carreira Brandão de Vasconcelos, Secretário da Direcção.
A Sessão de Apresentação foi presidida por S.E. o Senhor Embaixador da Ordem de Malta em Portugal, Dr. Miguel de Polignac de Barros, que, entre outras considerações, contou a história da sua iniciativa e convite ao Dr. António Brandão de Pinho para ingressar na Ordem de Malta.
Correspondendo ao convite que lhe dirigiu o autor, S.E. o Senhor Conde de Albuquerque, Presidente do Conselho da Assembleia dos Cavaleiros Portugueses da Ordem Soberana e Militar de Malta, dignou-se apresentar o livro, o que fez de forma exaustiva e muito elogiosa.
Dignaram-se ainda assistir a esta apresentação o Excelentíssimo Senhor Presidente da Assembleia Municipal de Arouca, Prof. Doutor Elísio Brandão, e a Excelentíssima Senhora Vereadora da Cultura, Desporto e Turismo, também em representação do Excelentíssimo Senhor Presidente da Câmara, Dra. Margarida Belém, que ofertou os convidados com lembranças do município.
Este novo trabalho de António Brandão de Pinho contou com o apoio da Beira Mar Confeitaria, de Niterói, Brasil; da Arouplás, Plásticos Técnicos; da Caixa de Crédito Agrícola de Arouca; da Embaixada e Assembleia da Ordem de Malta em Portugal; da Câmara Municipal de Arouca, do Conselho da Fábrica da Igreja de Rossas e da Junta de Freguesia de Rossas.


terça-feira, 1 de dezembro de 2015

APRESENTAÇÃO DO LIVRO 'ROSSAS E A ORDEM DE MALTA' DE ANTÓNIO BRANDÃO DE PINHO



“A FREGUESIA DE SÃO BARTOLOMEU (AROUCA) Suas famílias nos séculos XIX e XX”

"Mais que um livro ‘A freguesia de São Bartolomeu (Arouca) - Suas famílias nos séculos XIX e XX', é a história daqueles, anónimos, conhecidos ou simplesmente recordados, que nos sécs. XIX e XX aqui nasceram, casaram e morreram. Isso originou uma teia de relações inter-familiares, contribuindo

para uma fusão de interesses nas suas múltiplas relações, nem sempre bem aceites e compreendidas, por alguns dos intervenientes indirectos, com aqueles com quem desejavam constituir família, fossem eles da própria terra, das vizinhanças ou de locais afastados", começa assim o prefácio da autoria de Filomeno Silva, sobre a mais recente obra publicada com a chancela da Associação para a Defesa

do Património Arouquense, da responsabilidade do dirigente daquela instituição, Alberto Gonçalves.
"A perpetuação das gentes do passado é acima de tudo um contributo para aqueles que não tiveram possibilidade de descobrir as suas origens e que desde sempre o desejaram. (...) Temos de compreender que as famílias são como as sociedades e as civilizações, têm altos e baixos. Uma atingiram um certo apogeu, afirmaram-se num certo período temporal e acabaram por decair e até extinguir-se. Outras
todavia persistiram e até singraram", sublinha o prefácio.
O autor da obra, que vem dedicando ao longo dos anos muito do seu labor e saber à investigação da história de Arouca e dos arouquenses, procurou fazer neste volumoso trabalho de 1080 página, uma pesquisa exaustiva sobre as famílias da freguesia de São Bartolomeu (Arouca).
Este trabalho teve o apoio na edição da União de Freguesias de Arouca/Burgo e do Crédito Agrícola de
Arouca.
«Este trabalho foi fruto de uma longa e morosa pesquisa de anos, com recurso aos mais diversos registos e nos mais díspares locais», finaliza Filomeno Silva.
Alberto Gonçalves, 61 anos, natural da vila de Arouca, publicou em 2010 o livro "Município de Arouca", e em 2010 em parceria com Filomeno Silva, um trabalho sobre a "História da Santa Casa da Misericórdia de Tarouca".

Alberto de Pinho Gonçalves, autor da obra
in jornal Roda Viva